Universidades realizam ato no Pará contra o bloqueio de recursos na educação

Redação Por: Redação

Política Novidades

Publicado em 15/05/2019 12:46h

Universidades realizam ato no Pará contra o bloqueio de recursos na educação

Em Belém, os trabalhadores técnicos, estudantes e professores da UFPA, Ufra e IFPA estão concentrados desde as 9h, na Praça da República.


As universidades federais do estado paralisaram as suas atividades nesta quarta-feira (15). As centrais sindicais organizaram um ato para unificar as diversas categorias da educação e aliados contra o bloqueio de recursos para a educação anunciado pelo MEC. Segundo o Sindtifes, em Belém, mais de 10 mil trabalhadores técnicos, estudantes e professores da UFPA, Ufra e IFPA estão concentrados desde as 9h, na Praça da República, em frente ao prédio do Instituto de Ciências das Artes (ICA).

Em Marabá e Santarém, o Sindicato dos Técnicos das Instituições Federais de Ensino (Sindtifes) também estão presentes nos atos dos trabalhadores, professores e estudantes da Unifesspa e da Ufopa. Entidades ligadas a movimentos estudantis, sociais e a partidos políticos e sindicatos convocaram a população para uma greve de um dia contra as medidas na educação anunciadas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.

Cortes no Pará

 Após o anúncio do Ministério da Educação (MEC) de que haveria bloqueio no repasse às universidades e institutos federais, as instituições do Pará se manifestaram para alertar sobre os impactos que podem ser causados com a suspensão dos recursos. A mudança altera a rotina das Universidades Federais do Pará (UFPA), do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), do Oeste do Pará (Ufopa), Rural da Amazônia (Ufra) e do Instituto Federal do Pará (IFPA).

 

 

Fonte: G1 Pará.

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Pará - Portal de Notícias