Primeira etapa do Porto do Futuro é entregue aos paraenses

Redação Por: Redação

Foco Novidades

Publicado em 13/08/2020 18:34h

Primeira etapa do Porto do Futuro é entregue aos paraenses

Projeto futurista vai dar nova cara ao espaço portuário desativado e transformar local em área de turismo e lazer.

Localizado próximo às margens da Baía do Guajará, em Belém, a primeira etapa do projeto Porto do Futuro foi entregue aos paraenses no final da manhã desta quinta-feira (13), em solenidade que contou com a presença do presidente da república, Jair Bolsonaro, do governador Helder Barbalho, além de diversas autoridades e representantes da sociedade. A conclusão das obras do parque urbano permitiu a entrega desta etapa que também contou com construção de ponte, abertura de via pública e restauro de praça.

Além de melhorar a logística e a trafegabilidade viária em uma das regiões mais turísticas do Estado, a primeira etapa do Porto Futuro transforma uma área portuária desativada em um moderno parque urbano voltado ao lazer familiar e a prática de atividades esportivas a céu aberto. Localizado em frente ao Terminal Hidroviário de Belém, o novo espaço conta com pistas de corrida e ciclismo, além de banheiros públicos, playground, lago artificial, sistema de iluminação e área de alimentação.

Iniciado em março de 2018, o projeto foi uma proposição do Ministério da Integração Nacional, à época em que Helder Barbalho foi titular da pasta. Na primeira fase, está contemplado a construção de uma ponte sobre o canal da Avenida Visconde de Souza Franco (Doca); a abertura da Rua Belém, ligando a Avenida Pedro Álvares Cabral à Travessa Rui Barbosa, a criação de estacionamentos, uma praça gourmet e a reforma da Praça General Magalhães.

A revitalização da região portuária na capital paraense contou com investimentos federais. O espaço será um polo de incremento, que impulsionará o turismo e o comércio local, além de ampliar as opções de entretenimento, cultura e lazer para a população. A expectativa é que cerca de 8 mil pessoas circulem, diariamente, pelo local. De acordo com Ministério da Integração Nacional, os investimentos são da ordem de R$ 31,5 milhões. 

O chefe do Poder Executivo Estadual Helder Barbalho ressalta as possibilidades turísticas, geração de emprego e renda proporcionados pelo Porto do Futuro. Helder Barbalho agradeceu aos diferentes órgãos da instância federal e municipal que possibilitaram a viabilização da obra.

Foto: Marco Santos / Ag.Pará

“Hoje, Belém ganha um novo cartão postal e um belo ambiente para que  as pessoas e famílias possam se encontrar e, acima de tudo, um parque urbanístico para embelezar a cidade. Este é um momento de gratidão e fruto do trabalho de muita gente desde que iniciamos o debate sobre o projeto em 2015. Belém merece esse espaço”, disse Helder Barbalho.

Continuidade do projeto -  Aproveitando a presença do presidente da república, Helder Barbalho solicitou continuidade do projeto Porto do Futuro com a liberação dos armazéns portuários, localizados às margens da Baía do Guajará. “Senhor presidente, em dezembro, estivemos aqui com o ministro Tarcísio e assinamos protocolo de intenções para utilizarmos esses armazéns em favor do turismo lazer em prol do crescimento urbano”, ponderou o governador.

O ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho ressaltou o empenho de Helder Barbalho para viabilizar o projeto e disse que o Governo Federal está comprometido com o projeto. “Essa obra que começou em gestões anteriores, mas que seguiu em nosso Governo, terá comprometimento nosso para conclusão e entrega”, destacou. 

Aeroporto - Helder também solicitou ao presidente Jair Bolsonaro uma permuta na área do atual Aeroclube de Belém. Na proposta apresentada pelo governador, o Estado disponibilizaria para União uma área fora do centro urbano da Capital para construção de um novo Aeroclube e, em paralelo, realizaria as adequações necessárias no Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans para receber voos de menor porte. 

Em sua fala, o presidente Jair Bolsonaro destacou o papel do Governo Federal auxiliando os Estado no enfrentamento à pandemia do coronavírus.  

Vice-governador Lúcio Vale, o governador Helder Barbalho e o presidente Jair BolsonaroFoto: Marco Santos / Ag.Pará

Reinaldo Nonato, comerciante do seguimento alimentício, revela que trabalha na região há 40 anos e acompanhou as audiências públicas, o início das obras e agora a inauguração da primeira etapa. “Eu trabalho aqui fornecendo lanches desde 1980. Comecei com uma banca e agora estou em uma van. Se Deus quiser vai melhorar, a tendência é melhorar. O espaço deu uma cara melhor para Belém”, contou. 

Já o morador da região e vendedor de picolé Paulo Gomes Vilar afirma que as melhorias trazem mais conforto e segurança para região. "Nós que trabalhamos como ambulantes estamos com uma expectativa muito boa. Antigamente esse espaço era a maior tristeza porque era ocupado por morador de rua e tinham muitos assaltos. Agora não, tá completamente direitinho, muito mais moderno. Essa praça veio para ajudar todos aqueles que trabalham e os que precisam de um divertimento. Só tenho a agradecer por essa obra aí”, finalizou.

Por: Leonardo Nunes (SECOM) - Agência Pará

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Pará - Portal de Notícias