Polícia Federal opera frente a servidores públicos e empresários suspeitos de desviar recursos da UFRA

Redação Por: Redação

Segurança Novidades

77 Visualizações

Publicado em 27/02/2019 17:28h

Polícia Federal opera frente a servidores públicos e empresários suspeitos de desviar recursos da UFRA

Cerca de 50 policiais federais, junto a servidores da Controladoria Geral da União (CGU) e do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), participam da operação Saldo Zero, nesta quarta-feira (27). O intuito é desarticular uma associação criminosa acusada de atuar na Fundação de Apoio à Pesquisa, Extensão e Ensino em Ciências Agrárias (FUNPEA), desviando recursos públicos federais da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA).

Com um prejuízo estimado em R$ 23 milhões, as investigações começaram em 2018, quando foram identificadas irregularidades na prestação de contas da FUNPEA no levantamento das contas dos órgãos envolvidos.

Está ocorrendo o cumprimento de 18 mandados (11 buscas e apreensões e 7 prisões temporárias) na região metropolitana de Belém e Ananideua. De acordo com a Polícia Federal, existem indicativos de crimes e envolvimento de servidores da UFRA cedidos à FUNPEA e ainda de representantes de empresas que participavam de processos licitatórios.

 

Fonte: G1 - PA.

Fonte Imagem: Rogério Uchôa/Diário do Pará.

 

Comentários

Deixa seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Pará - Portal de Notícias