Com dois meses de funcionamento, Hospital Regional do Tapajós salva 35 pacientes de Covid

Redação Por: Redação

Saúde Novidades

Publicado em 10/09/2020 15:19h

Com dois meses de funcionamento, Hospital Regional do Tapajós salva 35 pacientes de Covid

Entregue pelo governo do Estado em um momento crucial da pandemia, a unidade vem oferecendo atendimento exclusivo a pessoas contaminadas pelo novo coronavírus

Nesta quarta-feira (09), o Hospital Regional do Tapajós (HRT), no município de Itaituba, sudoeste do Pará, completou dois meses de funcionamento, prestando atendimento exclusivo a pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19. Desde sua inauguração, em julho, a unidade de saúde da rede pública estadual registra 84 internações – das quais 35 pacientes já receberam alta - e 132 exames de imagens. Funcionando 24 h, o HRT disponibiliza 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 54 de enfermaria. No momento, a unidade mantém o atendimento a nove pacientes.

Graças à assistência humanizada oferecida pela equipe multiprofissional do HRT, 35 pacientes se recuperaram da doença causada pelo novo coronavírus. “O Hospital foi inaugurado no momento crucial para o enfrentamento à pandemia na região do Tapajós, e tem somado esforços ajudando a salvar vidas”, ressaltou o diretor-geral, Silvério Cardoso.

A celebração pelo segundo mês de funcionamento ocorreu em dois momentos: o primeiro foi com a comemoração do aniversário de 73 anos do paciente José Custódio, morador do município de Rurópolis, na área de influência da Rodovia Transamazônica (BR-230), e o segundo com a 34ª alta, concedida ao paciente Raimundo Antônio do Nascimento, 70 anos. José Custódio ganhou bolo antes da alta médica.

Raimundo do Nascimento, que teve complicações graves em decorrência da Covid-19, comemorou a alta e o segundo "mesversário" do HRT junto com a equipe do Hospital e familiares. Ansioso, ele externou a saudade da família e a vontade de voltar à atividade. “Agradeço aos médicos, enfermeiros, auxiliares em geral. Fiquei 31 dias em um leito, mas foi bem confortável. Não tenho o que falar, só agradecer pelo apoio e a assistência do Hospital”, disse.José Custódio ganhou bolo para comemorar os 73 anos e a alta médicaFoto: Divulgação

Saúde e trabalho – O HRT dispõe de uma estrutura com respiradores, monitores multiparâmetro, bomba de infusão, laboratório de exames clínicos, raios X, máquina de hemodiálise e um tomógrafo para realização de exames de imagem. Nesse pouco tempo de funcionamento, já foram realizadas 30 sessões de hemodiálise; 108 tomografias e 24 exames de raios X em pacientes com a Covid-19.

A inauguração do HRT, além de fortalecer o atendimento clínico, proporcionou à população da Região de Integração Tapajós a geração de mais empregos e, consequentemente, de renda. A unidade conta com mais de 250 profissionais da área de saúde, e vem funcionando com escalas de plantão, mobilizando médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos bioquímicos, assistentes sociais, técnicos de enfermagem, engenheiros clínicos, psicólogas, técnicos de laboratório, técnicos em radiologia e auxiliares de farmácia.

Para a enfermeira Marcela Cristina, é motivo de comemoração a oportunidade de fazer parte do quadro de profissionais do Hospital Regional. “Sempre quando passava pela frente da unidade, ainda cursando a faculdade de Enfermagem, falava para mim mesma: ‘um dia vou trabalhar aqui’. Hoje estou ajudando a salvar vidas no HRT”, contou.

Além dos profissionais da área de saúde, o HRT conta com mais de 200 outros funcionários, que atuam nos setores de manutenção, segurança, limpeza, assistência e auxílio administrativo, todos essenciais para o funcionamento da unidade.

Por: Governo do Pará (SECOM)

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Pará - Portal de Notícias