Além da unidade de campanha, Hospital Santa Clara também vai receber pacientes com síndrome respiratória

Redação Por: Redação

Saúde Novidades

Publicado em 13/04/2020 17:05h

Além da unidade de campanha, Hospital Santa Clara também vai receber pacientes com síndrome respiratória

O atendimento começou na noite de domingo. O governador solicitou às prefeituras as listas de pacientes prioritários graves e moderados que deram entrada nestas unidades.

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) divulgou uma mudança na estratégia de atendimento do Hospital de Campanha de Belém e do Hospital Santa Clara, na noite de domingo (12). As duas unidades atenderão casos urgentes de pacientes com falta de ar e outros sintomas de doença respiratória que deram entrada nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAS) e prontos-socorros da capital paraense.

“Com o objetivo de desafogar as UPAs e prontos-socorros, para que possam seguir funcionando como porta de entrada, a partir de agora, os pacientes com síndrome respiratória em estado moderado que estejam internados nestes serviços de urgência serão remanejados para o Hangar e Santa Clara, independente de serem confirmados”, explicou o governador Helder Barbalho, em sua rede social.

O atendimento começou na noite de domingo. O governador solicitou às prefeituras as listas de pacientes prioritários graves e moderados que deram entrada nestas unidades.

O Governo também anunciou que vai ampliar a estrutura de UTI do Abelardo Santos. “Os casos graves irão para os Hospitais Abelardo Santos e Santa Casa. Vamos instalar mais 15 leitos de UTI no Abelardo”, disse Helder Barbalho.

Fonte: G1 Pará

 

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Pará - Portal de Notícias